Crescimento de 38,1% das vendas mundiais no primeiro semestre de 2018

download-pdf
download-image
download-all
qui, 12/07/2018 - 11:30


• O Groupe PSA bate um recorde histórico, com 2.181.800 veículos1  vendidos em todo o mundo, alta de 38,1% em relação ao primeiro semestre de 2017.

• Ofensiva de produtos SUV: sucesso duradouro em benefício do crescimento rentável do Grupo.

• Consolidação da liderança europeia da Peugeot, Citroën e Opel/Vauxhall no mercado europeu de Veículos Utilitários Leves (VULs), com uma participação no mercado de 25,3%.

 

A ofensiva SUV do Groupe PSA, com 13 modelos2 lançados no mundo pelas cinco marcas, Peugeot, Citroën, DS Automobiles, Opel e Vauxhall, impulsionou a boa dinâmica comercial da empresa no primeiro semestre de 2018. As vendas de SUVs representaram cerca de 28% das vendas do Grupo, somando mais de 609.300 unidades. O sucesso desses modelos levou o Groupe PSA a ocupar, no final de maio, a segunda posição na Europa, com uma participação no mercado de 16,9% nesse segmento, e a primeira posição no segmento dos B-SUVs.

A marca Peugeot é a primeira marca do mercado europeu no segmento dos SUVs, com mais de 339.200 SUVs vendidos em todo o mundo (+26%). Desde o começo do ano, a Peugeot tem confirmado a boa dinâmica do SUV PEUGEOT 3008, com 144 mil unidades vendidas (+37%), assim como o sucesso do novo PEUGEOT 5008, que representa 58.900 unidades vendidas.

A ofensiva SUV que a Citroën lançou no segundo semestre do ano passado é sustentada pelo C3 Aircross na Europa e pelo C5 Aircross na China, que registraram cerca de 80 mil unidades vendidas no primeiro semestre de 2018 e 135 mil desde o lançamento. O lançamento do C4 Aircross na China e do C5 Aircross na Europa permitirá à Citroën acelerar sua ofensiva no segundo semestre.

Lançado mundialmente em fevereiro de 2018, o DS 7 CROSSBACK, primeiro DS de segunda geração, está no centro do crescimento da DS Automobiles, que alcançou +35% no segundo trimestre. Dois em cada três clientes optam pelas versões de topo de linha e, embora já na versão de entrada o DS 7 CROSSBACK ofereça um equipamento premium, um em cada dois clientes adquire a opção DS CONNECTED PILOT, que abre caminho para a condução autônoma de nível 2.

As marcas Opel e Vauxhall também conduzem uma ofensiva de produtos histórica no segmento dos SUVs com a família X, composta pelos Crossland X, Mokka X e Grandland X, que somam 167.200 unidades vendidas no primeiro semestre, mantendo o foco na melhoria da rentabilidade, em linha com o plano estratégico PACE !.

O Groupe PSA registra um novo recorde de vendas de VULs:   289.500 unidades vendidas, alta de 32,8%.  Sem considerar a integração da Opel/Vauxhall, o crescimento foi de 8,3%.

Depois de renovar a linha de furgões compactos em 2016, o Grupo passa a uma nova etapa da modernização de sua gama VUL, com o lançamento, no segundo semestre, de uma nova geração de furgões pequenos (PEUGEOT Partner e CITROËN Berlingo Van e OPEL/VAUXHALL Combo).

Na Europa, o Groupe PSA, que lidera o mercado com mais de uma em cada quatro vendas, também aparece no final de maio à frente do segmento de furgões pequenos (participação no mercado de 35,2%) e utilitários intermediários (26,2%).

Fora da Europa, o Grupo dá seguimento à sua ofensiva VUL: na Eurásia, as vendas cresceram 9% com a recente produção local dos novos PEUGEOT Expert e CITROËN Jumpy, lançados no primeiro semestre de 2018 e, na América Latina, a renovação da gama de produtos e serviços contribuiu para o aumento de 27,8% dos volumes.

 

Europa: crescimento e desempenho

Na Europa, as vendas do Grupo totalizaram 1.673.700 unidades, alta de 61,5%, incluindo 550.900 veículos vendidos pelas marcas Opel e Vauxhall. Sua participação no mercado alcançou 17,2%, ou seja, um aumento de 6 pontos.

Somente nas marcas Peugeot-Citroën-DS Automobiles, a participação de mercado do Grupo progrediu nos principais mercados: França (+0,3 ponto), Espanha (+0,8 ponto), Itália (+1,1 ponto), Grã-Bretanha (+0,2 ponto) e Alemanha (+0,2 ponto). Esse desempenho se beneficia com a integração da Opel/Vauxhall, especialmente no mercado alemão (10,4% de participação de mercado) e na Grã-Bretanha (14,8%).

A Peugeot é a marca que mais progrediu desde o começo do ano. O PEUGEOT 2008 e o PEUGEOT 3008 aparecem no pódio do seu segmento no final de maio, respectivamente no 2º e 3º lugares. O novo PEUGEOT 508 registra uma excelente aceitação, com mais de dois mil pedidos desde o seu lançamento, dos quais mil para a versão de primeira edição, que só pode ser reservada on-line.

As vendas da Citroën aumentaram 7,4%, alcançando um volume recorde na Europa nos últimos 7 anos. Com esse desempenho, a marca ganhou participação no mercado graças principalmente ao C3, que está no Top 5 de seu segmento, ao novo C4 Cactus, lançado em março (+35% no 2º trimestre) e ao novo SUV C3 Aircross (mais de 90 mil pedidos desde seu lançamento, em outubro do ano passado).

A marca DS apresentou um crescimento de 25,1% de suas vendas e acelerou no segundo semestre, com uma alta 43%. Na França, seu principal mercado, o DS 7 CROSSBACK lidera a sua categoria no mercado dos C-SUVs premium por 3 meses consecutivos. O desenvolvimento da rede DS se intensificou nos seis últimos meses na Europa, com 110 aberturas de pontos de venda, totalizando 260 lojas exclusivas.

A Opel/Vauxhall continua a sua ofensiva de produtos na Europa, impulsionada pela família X. É a primeira marca do mercado europeu no segmento dos B-SUVs, com 122.600 unidades de Mokka X & Crossland X vendidas. Depois de ter lançado a versão esportiva Insignia GSi, a marca oferecerá no segundo semestre uma versão esportiva do Corsa GSI. Os novos modelos Combo Life e Cargo também contribuirão para esse novo momento.

 

Oriente Médio e África: desenvolvimento regional do Grupo e continuidade de sua ofensiva de produtos

Em um contexto regional incerto, as vendas do Grupo totalizaram 226.1003  unidades, queda de 18,6%, devido à não inclusão das vendas de veículos fabricados no Irã nas vendas mundiais consolidadas a partir de 1º de maio.

A marca Peugeot teve um aumento na sua participação de mercado na Tunísia, Turquia e Egito e mantém a liderança nos departamentos ultramarinos (DOM).

O Groupe PSA dá continuidade ao seu plano estratégico de implantação industrial com a assinatura, em março passado, de um acordo de joint venture para iniciar as atividades de uma fábrica de montagem Peugeot e Opel em Walvis Bay, na Namíbia, e a montagem da picape Peugeot na Tunísia em setembro de 2018.

O Grupo consolida sua presença comercial na região, especialmente no Egito, com a assinatura de um novo acordo de importação com o Grupo Mansour e a Scope Investment para a distribuição dos produtos Peugeot. Na África do Sul, Líbano, Tunísia e Marrocos, o Grupo dá andamento ao processo de nomeação de parceiros distribuidores da Opel.

Finalmente, o Groupe PSA prossegue sua ofensiva de produtos na região, especialmente com o desenvolvimento da gama de SUVs: CITROËN C3 Aircross, OPEL Crossland X e Grandland X, DS 7 CROSSBACK e o PEUGEOT 3008, que está no pódio do seu segmento nos DOM e na Turquia. A marca DS continua a expansão de sua rede, que conta atualmente com 12 DS Stores e DS Salons na região.

 

China e Sudeste asiático: continuidade da recuperação comercial

Com vendas que somam 163.000 veículos na China e no Sudeste Asiático, alta de 6,9%, o Grupo registra os primeiros sinais de uma recuperação comercial. A Citroën foi a marca que mais contribuiu para esse crescimento, com um aumento de 50,5% de suas vendas graças, em especial, à sua gama de sedãs e ao lançamento do SUV C5 Aircross, em setembro passado.

O mix da família SUV PEUGEOT 3008/4008/5008, em termos de volume, também evoluiu e representa agora 40% do volume total de vendas da marca.

No segundo trimestre de 2018, as vendas da DS Automobiles permaneceram estáveis. Na China, o DS 7 CROSSBACK foi lançado no final de abril de 2018, no último Salão do Automóvel de Pequim.

No decorrer do primeiro semestre, o Grupo deu passos importantes para reforçar sua presença no Sudeste Asiático, com a criação de uma joint venture com a NAZA Corporation Holdings (Malásia). O Grupo vendeu mais de 4.900 veículos na zona da ASEAN no primeiro semestre. A aceleração passou a ser perceptível nesta parte da região.

 

América Latina: crescimento apesar dos ventos contrários

O Groupe PSA na América Latina alcançou 98 mil unidades vendidas, alta de 1,7%, e mantém uma participação no mercado estável, de 3,9%. Esse crescimento foi obtido apesar da forte retração do mercado argentino (-18% em junho versus 2017), onde o Grupo detém sua maior participação no mercado.

Na Argentina, a marca DS Automobiles consolida sua quarta posição no mercado de automóveis premium graças ao DS 3, que lidera sua categoria pelo quinto ano consecutivo.

Esse crescimento dos volumes é sustentado pela ofensiva VUL (+27,8%) e SUV (PEUGEOT 3008 e 5008).

Próximos lançamentos na região: CITROËN C4 Cactus (produzido no Brasil) e DS 7 CROSSBACK, assim como o OPEL Crossland X no Chile.

 

Índia – Pacífico:  13.300 veículos vendidos e um crescimento de 25,1%

As vendas no Japão tiveram uma forte alta de 25%. A Coreia também registrou um crescimento significativo de 18%, enquanto a Austrália e a Nova Zelândia iniciaram o processo de retomada.

Sucesso do PEUGEOT 3008 e 5008 em toda a região, e do CITROËN C3 no Japão.

                                                                                                                                                                               

Eurásia: progressão de 18,1% das vendas

O Grupo progrediu nos seus dois principais mercados: na Rússia (+19%) e na Ucrânia (+32%), totalizando 7.700 unidades vendidas na região.

Esse crescimento se apoia na boa dinâmica do PEUGEOT 3008, do C4 Sedan e do mercado de VULs com os novos modelos PEUGEOT Expert / CITROËN Jumpy e PEUGEOT Traveler / CITROËN SpaceTourer fabricados em Kaluga. As vendas de VULs cresceram 9% na região.

 

Jean-Philippe Imparato, CEO da marca Peugeot: “O primeiro semestre de 2018 confirma a excelente dinâmica da gama de SUVs da marca Peugeot. Com mais de 339.200 unidades vendidas em todo o mundo, a marca ocupa o primeiro lugar na Europa no mercado dos SUVs com o PEUGEOT 2008, 3008 e 5008, um aumento de 26% em relação ao ano recorde de 2017. Com os lançamentos anunciados do novo PEUGEOT 508 e do novo PEUGEOT Rifter, temos todos os recursos necessários para consolidar nosso desempenho neste segundo semestre, que promete ser emocionante! ”

Linda Jackson, CEO da marca Citroën:Este primeiro semestre confirma a ofensiva da Citroën, com um crescimento de 9% em nossas vendas mundiais. Um resultado impulsionado por um recorde nos últimos sete anos na Europa, com um aumento da participação nos mercados de VP e VUL, e por uma retomada de mais de 50% na China! Esses desempenhos destacam o sucesso de nossos últimos lançamentos: o C3, o Novo C4 Cactus e nossos SUV C3 Aircross na Europa e C5 Aircross na China. Essa dinâmica continuará no segundo semestre, com o lançamento do Novo Berlingo e do SUV C4 Aircross na China e C5 Aircross na Europa! ”

Yves Bonnefont, CEO da DS Automobiles:O forte crescimento no primeiro semestre de 2018 concretiza o lançamento mundial da marca DS. O lançamento comercial do DS 7 CROSSBACK - o primeiro DS de segunda geração -, o desenvolvimento de nossa rede exclusiva nos quatro cantos do mundo e a implementação do “Only You”, o serviço para clientes DS, atestam a execução do nosso plano estratégico e demonstram sua eficiência. ”

Michael Lohscheller, CEO da Opel/Vauxhall: “Nossa gama nunca tinha sido tão apreciada quanto hoje, especialmente a família X, aclamada por nossos clientes e que nos coloca como líderes no atraente segmento dos SUVs. Graças ao novo Combo, alcançaremos outra etapa importante. No segmento dos monovolumes em pleno crescimento, o Combo Life, com seu amplo espaço interno e equipamentos tecnológicos de última geração, oferece oportunidades históricas, enquanto o Combo Cargo contribuirá para que alcancemos os objetivos que estabelecemos para o segmento dos VULs. ”

 

1 Desde 1º de agosto de 2017, o Grupo consolida os volumes de vendas da Opel e Vauxhall.
Em conformidade com a decisão do Grupo de iniciar o processo de suspensão de suas atividades no Irã, as vendas de veículos fabricados neste país a partir de 1º de maio de 2018 não são mais contabilizadas em suas vendas mundiais consolidadas.
2 PEUGEOT 2008, 3008, 4008 e 5008, CITROËN C3-XR, C3 Aircross, C4 Aircross e C5 Aircross, DS 6 WR China e DS 7 CROSSBACK, OPEL / VAUXHALL Mokka X, Crossland X e Grandland X.
3 Em conformidade com a decisão do Grupo de iniciar o processo de suspensão de suas atividades no Irã, as vendas de veículos fabricados neste país a partir de 1º de maio de 2018 não são mais contabilizadas em suas vendas mundiais consolidadas.

 

Scroll