Case do Groupe PSA é o vencedor do Prêmio ABRH-RJ – Edição Especial 2020

download-pdf
download-image
download-all


  • Groupe PSA é reconhecido em categoria inédita do Prêmio ABRH-RJ, ligada ao enfrentamento da atual pandemia.
  • Com frequência anual, premiação é uma das principais iniciativas para o compartilhamento de boas práticas no setor de gestão de pessoas no Rio de Janeiro.
  • Case da empresa explica sua estratégia para manter a conexão entre seus colaboradores apesar do confinamento social, bem como seus impactos positivos, em antecipação à implementação do projeto “Nova Era da Agilidade”.

 

O case do Groupe PSA sobre suas ações em prol da valorização dos seus colaboradores durante a pandemia de COVID-19 venceu o “Prêmio Ser Humano ABRH-RJ – Edição Especial 2020”. O case vencedor foi anunciado ontem à noite, dia 11 de novembro, durante a cerimônia virtual de premiação promovida pela ABRH-RJ envolvendo os 17 finalistas.

Intitulado “Evoluindo na Pandemia: antifragilidade e valorização do Ser Humano fortalecem o Groupe PSA”, o case da empresa concorreu na categoria especial criada este ano e destinada especificamente a ações de gestão de pessoas voltadas ao enfrentamento da crise gerada pela pandemia da COVID-19. O objetivo desta categoria especial é o de incentivar e reconhecer as organizações que estejam contribuindo de maneira diferenciada e inovadora em função das demandas geradas pelo contexto da pandemia. Ela busca reconhecer práticas e saberes que permitiram a adaptação, a segurança e o desenvolvimento de pessoas e organizações frente a este novo cenário.

O case relata como o Groupe PSA conseguiu exercer a chamada “antifragilidade” durante a pandemia da COVID-19, colocando a saúde e o bem-estar de seus colaboradores em primeiro lugar, através de medidas preventivas e o estabelecimento de um rigoroso Protocolo de Saúde, aplicado globalmente pela empresa.

Para nós, é uma grande honra poder receber o ‘Prêmio Ser Humano ABRH-RJ’. Este reconhecimento valoriza um trabalho muito sério da empresa e que temos adotado para combater a pandemia tendo como prioridade a saúde e o bem-estar de nossos colaboradores e de suas famílias”, afirmou Lindaura Prado, Vice-Presidente de Recursos Humanos América Latina do Groupe PSA.

“As ações tomadas têm envolvido uma verdadeira revolução no modo como operamos e têm-se mostrado extremamente eficazes em manter os nossos colaboradores seguros, ao mesmo tempo em que garantem que a empresa não perca sua eficiência no dia a dia. Pelo contrário, nossos resultados têm inclusive melhorado, e nossos colaboradores têm aprovado a forma como temos enfrentado a crise, zelado por sua saúde e, ao mesmo tempo, a nossa proposta de teletrabalho. Esse é exatamente o conceito da antifragilidade, aplicado na prática: estamos aprendendo com a crise, superando-a e nos tornando ainda mais eficientes”, completou.

O Groupe PSA, efetivamente, está aproveitando esta fase de crise sanitária para iniciar a implementação de um novo conceito de trabalho mundial, chamado de “Nova Era da Agilidade”. Este projeto tem como foco tornar o trabalho a distância o modelo de referência de trabalho na empresa para atividades não diretamente relacionadas à produção. A ideia é que os colaboradores possam trabalhar remotamente, em média, 70% dos dias da semana, mantendo uma presença física regular nas unidades do Groupe PSA nos 30% restantes. Assim, seu objetivo é o de melhorar a eficiência coletiva, individual e ambiental de todos, em linha com a ambição do Grupo em tornar a motivação e o bem-estar no trabalho uma alavanca para o desempenho corporativo. O escritório do Groupe PSA em São Paulo é pioneiro na América Latina e um dos pilotos da empresa em todo o mundo neste conceito, tendo recomeçado suas atividades no início de novembro, com seus colaboradores se revezando no local e mantendo os mencionados 30% de presença física média durante a semana.

Scroll