Prática sustentável do Groupe PSA em Porto Real ganha premiação das Nações Unidas

download-pdf
download-image
download-all
sex, 09/11/2018 - 11:00


Grupo recebe prêmio global “Chemical Leasing de 2018” em Viena

 

O Groupe PSA do Brasil recebeu em 6 de novembro em Viena, na Áustria, a medalha de prata em uma importante premiação que reconhece as melhores práticas e inspira empresas e indivíduos em todo o mundo a aplicar conceitos de negócios sustentáveis: o “Chemical Leasing” de 2018, concedido pela UNIDO (Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial).  A empresa foi uma das 11 finalistas da edição deste ano, concorrendo com outros 90 projetos, divididos em três categorias diferentes: Estudos de Caso, Inovações Especiais e Pesquisas. Os vencedores foram anunciados e apresentados ao público de especialistas mundiais da indústria, cientistas, acadêmicos, ONGs e instituições criadoras de políticas.

A premiação do Groupe PSA foi conquistada na categoria "Estudos de Caso", com o tema "CPU (Custo por Unidade) - Tratamento de Efluentes gerados nas Cabines de Pintura". Essa prática sustentável foi iniciada em sua fábrica de Porto Real, no estado do Rio de Janeiro, em 2015, liderada pelos colaboradores Fábio Durban, da Pintura, e Mirela Siqueira, da Gestão de Meio Ambiente, em parceria com o fornecedor GREEN Chemicals.

O prêmio global “Chemical Leasing” é patrocinado e apoiado conjuntamente pela UNIDO, pelo Ministério Federal de Sustentabilidade e Turismo da Áustria (BMNT), pelo Ministério Federal Alemão para o Meio Ambiente, Conservação da Natureza, Construção e Segurança Nuclear (BMUB), pela Secretaria de Estado da Suíça para Assuntos Econômicos (SECO), pelo Escritório Federal Suíço para o Ambiente (FOEN) e pela Agência Alemã do Ambiente (UBA).

O conceito de “Chemical Leasing” se refere a um modelo de negócios de economia circular orientado a serviços que pode, efetivamente, abordar diferentes dimensões de sustentabilidade no uso de produtos químicos. Ele é aplicado em muitas empresas em todo o mundo mas, muitas vezes, com denominações diferentes: por exemplo, o modelo de negócios convencional pressupõe que, quanto mais se vende, mais se ganha; no entanto, no modelo de Chemical Leasing o fornecedor não vende quantidades, mas a função do produto químico; assim, o consumidor paga apenas pelo serviço do produto, evitando os custos do desperdício, como os custos ambientais, de saúde ocupacional e, evidentemente, da compra excessiva desnecessária.

No caso vencedor do Groupe PSA, usou-se uma solução em que a empresa, para tratar os efluentes no processo de pintura de veículos em Porto Real, não adquiriu produtos químicos, mas contratou a "função do produto químico". Deste modo, colaboradores do Groupe PSA trabalharam em conjunto com os do fornecedor GREEN Chemicals, com suas responsabilidades bem definidas em contratos, envolvendo o controle da qualidade no tratamento do efluente, o fornecimento de equipamentos e produtos, a capacitação das equipes envolvidas, a qualidade da tecnologia aplicada, além de outros.  E os resultados obtidos têm sido extremamente positivos: desde o início da parceria, foi revisto o tipo de solventes usados na operação da cabine de pintura, os riscos de acidentes foram eliminados e o custo do tratamento de efluentes foi reduzido, dado o menor consumo de produtos químicos e já que todos os efluentes são agora tratados internamente na pintura e pelas estações de tratamento da empresa. Além dos evidentes benefícios para o meio ambiente – uma das maiores prioridades do Groupe PSA -, a redução dos custos deste processo com a aplicação de Chemical Leasing foi superior a 80%, demonstrando sua grande eficiência.

Scroll